Veja uma breve análise do mercado odontológico e projeções para depois da crise

7 minutos para ler

Em tempos de crise, fazer uma boa análise do mercado odontológico é uma etapa necessária para entender quais foram os impactos no setor e elaborar estratégias a fim de superar as dificuldades que podem surgir.

Nesse cenário, é importante saber como estava o mercado antes da crise provocada pela pandemia, qual é a situação atual e quais são as projeções. Para fazer essa análise, contamos com o auxílio de Lucas Romi, que é Sócio e Vice-presidente de Expansão e Novos Negócios na Odontoclinic. Confira!

Análise do mercado odontológico

Entenda como está o mercado e os impactos que a crise trouxe para o setor das clínicas odontológicas, seja franquia, seja individual, para que você possa fazer um bom planejamento estratégico do seu negócio. Veja o nosso balanço, a seguir!

A situação antes da crise

Uma breve análise do mercado odontológico demonstra que ele estava com um crescimento elevado. Especificamente sobre as franquias do setor, Lucas afirma que “estamos vivendo um momento de consolidação. Surgem cada vez menos consultórios individuais, enquanto as clínicas de rede (franquias odontológicas ou não) ganham mais espaço. As clínicas de maior porte estão dominando o mercado.”

Segundo informações fornecidas pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), o mercado odontológico movimentava cerca de R$ 38 bilhões todos os anos no Brasil. Em complemento, a Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (ABIMO) divulgou uma pesquisa que informa que nove entre dez brasileiros dizem ir ao dentista uma vez ao ano, pelo menos.

Uma análise da Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostrou que as franquias no Brasil tiveram um crescimento de 5,1% em 2019. Antes da crise, a projeção era de que o aumento chegasse a 8% em 2020. Considerando que existem redes especializadas em Odontologia, a pesquisa também se aplica ao setor.

Qual é a situação atual?

A crise afetou diversos segmentos do mercado. Mesmo que a Odontologia seja uma atividade essencial e tenha relação com a saúde dos pacientes, muitos atendimentos são considerados eletivos, ou seja, eles não têm caráter de urgência.

De acordo com Lucas, “por recomendação do Conselho Federal de Odontologia e dos conselhos regionais, os dentistas não devem prestar consultas eletivas. Apenas tratamentos de urgência e emergência”. Como consequência, houve uma queda no volume de atendimentos e do faturamento, já que atendimentos de prótese, ortodontia e clareamento, por exemplo, são considerados eletivos.

Previsões para depois da crise

O cenário de crise afetou toda a população e trouxe impactos no orçamento familiar das pessoas. Dessa maneira, a tendência é de que elas fiquem mais contidas antes de gastar. Por isso mesmo, o entrevistado afirma que “a retomada vai começar a partir de tratamentos mais simples, ligados a questões funcionais ou relacionadas à dor, e o crescimento para as intervenções estéticas será gradual.”

Assim, as clínicas com estrutura menor ou que tenham problemas de gestão e qualidade de atendimento provavelmente sofrerão mais e podem não conseguir se recuperar. Porém, para as demais empresas, essa será uma oportunidade interessante para se consolidar no mercado.

Uma mudança que foi observada por Lucas é a procura feita por clínicas individuais em formato de policlínica para se transformar em uma franqueada. Como sofreram muito com o momento de instabilidade financeira, estão abaladas e buscam uma marca forte para se reerguer. Então, vale a pena entender como as redes funcionam e como uma franqueadora pode ajudar na retomada do mercado.

No entanto, para ter sucesso com esse investimento, é importante que o futuro franqueado esteja disposto a se adequar ao modelo de trabalho da franquia.

Benefícios de ter uma marca reconhecida no mercado

análise do mercado odontológico

Depois de conferir a análise do mercado odontológico, entenda agora os benefícios que ter um nome reconhecido traz para as clínicas.

Auxílio na reestruturação da clínica

As franqueadoras trabalham para auxiliar na reestruturação da clínica e na implementação das melhorias necessárias. Para isso, antes é feita uma análise do possível franqueado, considerando local do ponto, estrutura e posicionamento do proprietário.

De acordo com Lucas, “assim que a aprovação é validada, são realizadas as reformas necessárias, treinamentos e adequação do ambiente de trabalho. Um projeto desse pode ser colocado em ação em um mês.” Além disso, os franqueados recebem orientações sobre negócios e ferramentas para auxiliar na gestão da clínica.

Sobre os benefícios de se tornar um franqueado, o entrevistado cita um case de sucesso de Cambuí, no interior de MG: “os franqueados estavam no negócio há anos, mas não conseguiam deslanchar. Eles precisavam de orientação, ferramentas e uma marca forte. Depois de receber o suporte da franqueadora, eles cresceram e estão muito bem.”

Suporte na administração do negócio

Quando a clínica faz parte de uma franquia, o suporte recebido não termina com a conclusão da reforma e o início das atividades. A franqueadora dá suporte à gestão do negócio, oferecendo soluções e ferramentas inovadoras.

Especificamente em relação à crise, é comum que o pequeno empreendedor fique receoso, o que pode afetar sua capacidade de criar estratégias, pontua Lucas. A franqueadora oferece soluções completas e bem estruturadas, permitindo que o franqueado coloque tudo em prática com mais facilidade.

Acesso às estratégias de marketing

Investir em marketing é fundamental para atrair pacientes e se fortalecer no mercado. Contudo, a criação de estratégias adequadas e que ofereçam resultados costuma ser um desafio. O franqueado tem todo o suporte necessário ao contar com uma marca reconhecida.

As franqueadoras têm estratégias bem definidas e trabalham no relacionamento com o cliente, nas parcerias com outras empresas e na divulgação do negócio por diversos canais. Assim, em vez de contratar profissionais ou agências, o franqueado recebe esse serviço como parte da proposta da rede.

Sobre isso, Lucas explica: “na Odontoclinic, existe uma estrutura interna de marketing digital, e o serviço é estendido aos franqueados. Nós configuramos e criamos a campanha, analisamos resultado etc., permitindo que o franqueado foque a gestão.”

Maior captação de pacientes

Ter uma marca reconhecida, sem dúvidas, aumenta a captação de pacientes. A aplicação de boas estratégias de divulgação e a qualidade do atendimento contribuem para a atração e fidelização. Com o tempo, a procura também aumenta devido às indicações recebidas.

Os benefícios de uma marca forte, aliados às boas práticas de atendimento e de gestão, ajudam na busca por novos pacientes. Isso será importante para o crescimento e o sucesso da clínica.

Esperamos que esta análise do mercado odontológico auxilie você, principalmente para superar a crise. Aproveite o momento para reavaliar as estratégias utilizadas e busque parcerias de qualidade, como a Odontoclinic, para fazer o seu negócio crescer.

Convidamos você a assinar a nossa newsletter para acompanhar outras dicas importantes sobre o mercado odontológico!

Guia do empreendedor: saiba o que considerar antes de começar um negócio de franquiaPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário