Veja como fazer a projeção financeira da sua clínica odontológica

6 minutos para ler

Manter uma clínica odontológica funcionando a todo vapor não é uma tarefa fácil. É necessário lidar com muitos equipamentos, organizar a agenda de múltiplos profissionais e garantir a higienização de todo o espaço. E para ter certeza de que seu trabalho será continuado, é importante saber fazer a projeção financeira da sua clínica.

Você provavelmente já ouviu falar desse tipo de projeção e de sua importância para qualquer negócio, mas não faltam exemplos de gestores que não sabem por onde começar. Se este for o seu caso, não se preocupe. Neste artigo, falaremos sobre a importância de projetar suas finanças e daremos a você um passo a passo para colocar em prática.

Acompanhe e descubra tudo que precisa saber!

Por que é tão importante fazer sua projeção financeira?

Mesmo que pareça algo óbvio, muitos gestores acabam deixando suas projeções financeiras de lado, se concentrando nos processos do dia a dia. A princípio, isso pode ajudar na execução de tarefas, mas prejudica seu rendimento a longo prazo.

A seguir, alguns dos motivos que tornam essa projeção tão importante.

Se preparar para épocas de baixa

Com a previsão certa e alguma análise de padrões, você pode identificar com mais antecedência o que fazer nos mais variados períodos. Afinal, há tempos de baixa do mercado, sejam eles por conta de fatores sazonais, sejam devido a aspectos inesperados da economia, por exemplo. E, como você já deve saber, estar pronto para lidar com um momento como esse faz toda a diferença na longevidade da sua clínica.

Sempre haverá períodos com menor movimentação. Isso é inevitável. Porém, com uma boa previsão, você pode acumular caixa suficiente para manter as contas e os salários pagos até o mercado se reaquecer.

Assegurar o crescimento do negócio

Outro objetivo da projeção financeira é garantir que haverá um bom crescimento para sua clínica a longo prazo. Afinal, esse desenvolvimento depende de várias coisas, desde a identificação de oportunidades até a disponibilidade de recursos no momento certo.

Para garantir que todos esses fatores convergirão no momento certo, o mais importante é fazer seu planejamento de forma correta. Dessa forma, você pode prever quais serão os custos de investimento necessários e como eles refletirão na sua rentabilidade a longo prazo.

Evitar erros de lançamento

Por fim, mas não menos importante, uma causa bem comum de perda de resultados é justamente a inconsistência do registro de finanças. Quando um gestor não consegue apontar com precisão os valores contidos em caixa e suas despesas esperadas para diferentes períodos, é mais difícil fazer um planejamento de longo prazo.

Uma boa projeção também diminui suas chances de fazer lançamentos errados no seu controle financeiro. Consequentemente, isso também evita que você fique sem recursos para conduzir seus investimentos até o fim.

Quais os passos para fazer a projeção financeira da sua clínica odontológica?

Considerando os pontos acima, fica fácil entender porque a projeção e gestão das suas finanças é tão importante para o desempenho da sua clínica. Porém, colocar isso em prática ainda envolve algumas dificuldades.

Para te ajudar a se organizar, listamos aqui um passo a passo para te guiar nesse processo. Confira.

Analise seu histórico de receita

projeção financeira

Um bom ponto de partida para fazer projeções de qualquer tipo é uma análise histórica, ou seja, verificar como foram os resultados anteriores ao longo do tempo. Isso te ajudará a reconhecer padrões de rentabilidade e outras variáveis, que podem ser usados como referência no desenvolvimento de seus planos.

Se você não tem um bom histórico ou um registro preciso de suas finanças, então o seu problema é bem mais fundamental. Antes de fazer qualquer análise, é importante garantir que os dados coletados são uma boa representação da realidade da sua empresa.

Liste suas despesas fixas e variáveis

Outra base importante para a elaboração de projeções é conhecer bem as despesas da sua clínica. Dessa forma, você pode examinar seu desempenho e considerar diferentes cenários possíveis em suas projeções. Primeiro, as despesas fixas, que são as mais previsíveis, como luz, água, salários e tributos. Estas devem fazer parte de todo e qualquer planejamento financeiro.

Em seguida, as variáveis, que não podem ser previstas com total precisão. É o caso das indenizações, de manutenções de emergência, etc. O ideal é ter uma média para seus valores e projetar um plano B para o caso de eles ficarem acima do esperado.

Faça uma análise do fluxo de caixa

Basicamente, seu fluxo de caixa é a relação entre o que entra e o que sai do seu negócio. Caso os valores de entrada sejam maiores que os de saída, então seu fluxo estará positivo e é sinal de que você pode fazer investimentos.

Claro, um mês de saldo positivo não é o bastante para sua projeção financeira. Além disso, o número em si não revela o suficiente sobre o que gera rentabilidade e o que toma a maior parte das despesas.

Para ter uma análise mais precisa, você deve fazer uma avaliação aprofundada considerando os últimos 12 meses de fluxo de caixa. Caso sua clínica seja mais recente, use os dados que estiverem disponíveis e continue coletando.

Defina seu ponto de equilíbrio

De forma simples, esse é o ponto em que você fica no “zero a zero”, ou seja, é o mínimo necessário que você precisa faturar para não ficar no prejuízo. Essa variável deve ser considerada em todas as suas projeções, pois ela serve como referência para a elaboração de qualquer investimento. Considere também que, com cada mudança, seu ponto de equilíbrio também será alterado.

Acompanhe e compare as projeções com a realidade

Por fim, mas não menos importante, continue acompanhando os resultados da sua empresa e veja se eles corroboram suas projeções. É normal ter alguns desvios, mas ainda é importante identificar suas causas para melhorar análises futuras. Além disso, pode ser que seu método atual não seja o mais eficaz para conseguir boas previsões.

Com essas informações, você já está mais preparado para fazer a projeção financeira da sua clínica. Com um pouco de atenção, você poderá manter seu negócio mais seguro em tempos de crise e aproveitar melhor as suas oportunidades de crescimento.

Quer aprender mais para potencializar a gestão da sua clínica? Então leia nosso artigo sobre gestão de consultórios odontológicos e esteja ainda melhor preparado.

Posts relacionados

Deixe um comentário