Como se preparar para a retomada dos negócios depois da pandemia?

7 minutos para ler

A COVID-19 trouxe impactos para a sociedade e afetou diversas empresas, inclusive as clínicas odontológicas. Diante desse cenário, é importante compreender como está o mercado e saber como se preparar para a retomada dos negócios depois da pandemia.

Uma boa preparação é essencial para conseguir se manter no mercado e se recuperar das dificuldades que surgiram em decorrência das medidas de contenção do coronavírus.

Como essa não é uma tarefa fácil, preparamos este post para ajudar. Lucas Romi, Sócio e Vice-presidente de Expansão e Novos Negócios na Odontoclinic, trouxe algumas dicas essenciais para se preparar para a retomada das atividades depois da pandemia. Confira!

Como a crise afeta as clínicas odontológicas?

Com a necessidade de adotar cuidados para evitar a propagação do coronavírus e as medidas de isolamento social, houve uma queda no movimento das clínicas, sejam franqueadas ou não. Lucas informa que as indicações dos órgãos de classe é para não fazer atendimentos eletivos, apenas os de urgência e emergência, tendo em vista que os dentistas ficam bastante expostos durante os atendimentos.

Além disso, os próprios pacientes adotam medidas de isolamento, reduzindo os atendimentos realizados. Por fim, sem dúvida, os impactos financeiros para as famílias também afetarão a adesão aos tratamentos. Para Lucas, a retomada iniciará com foco em questões de saúde e problemas funcionais, enquanto os tratamentos estéticos vão precisar de mais tempo para se recuperarem.

O Vice-presidente de Expansão da Odontoclinic também reforça que toda crise traz um efeito consolidador, o que torna fundamental que os gestores encontrem formas de transformar o momento difícil em oportunidades de crescimento e tenham atenção à gestão de saúde do empreendimento. Esse deve ser o foco ao se preparar para a retomada dos negócios depois da pandemia.

Como se preparar para a retomada dos negócios depois da pandemia?

A clínica odontológica precisa estar preparada para as mudanças que a pandemia trará para a sociedade, além de contar com estratégias que ajudem a atrair pacientes e manter uma boa gestão. Para isso, separamos algumas dicas importante que podem ser aplicadas no retorno das atividades.

Adote uma postura proativa

O primeiro passo é avaliar o seu comportamento como gestor e tomar atitudes visando a manutenção e o crescimento do negócio. É necessário estar pronto para trabalhar, não no sentido de ir para a clínica todo dia, mas de pensar nas estratégias que podem ser implementadas para o sucesso da empresa.

Sobre isso, Lucas afirma: “acredito que o empreendedor deve evitar o desespero e a ansiedade, pois eles podem levar as pessoas a não tomar nenhuma atitude. Embora seja um momento difícil, é preciso parar e respirar fundo para organizar seu negócio passo por passo.”

Faça um planejamento financeiro

retomada dos negócios depois da pandemia

O planejamento financeiro é um dos pontos fundamentais para uma boa gestão, mas a pandemia afetará as projeções feitas. Isso exige que as informações sejam revisadas e que o orçamento passe por uma readequação. Avalie a previsão de receitas, compare com as despesas e veja como é possível reduzir custos, caso seja necessário.

Verifique a chance de contratar uma linha de crédito. Romi frisa a possibilidade de ter um serviço específico para a folha de pagamento, que conta com taxas atrativas. “Mesmo que tenha o dinheiro, avalie essa linha de crédito para pagar os funcionários, mantendo mais dinheiro em caixa, porque ele pode ser necessário no futuro. Depois, se for possível, o empréstimo pode ser quitado de forma antecipada.”

O foco, nesse caso, é a prevenção: como o acesso ao serviço é facilitado devido à instabilidade, é mais fácil aproveitar a oportunidade para se reestruturar com calma, do que correr o risco de precisar desse contrato no futuro e não ter opções tão favoráveis.

Renegocie contratos

Parte do planejamento financeiro está relacionada aos contratos com fornecedores. Como a crise afeta diversos setores do mercado, muitas empresas estão dispostas a negociar pagamentos para manter o relacionamento com os clientes e combater a inadimplência. Isso pode ser feito com as diferentes despesas, como aluguel do ponto e custos com equipamentos e materiais.

Reavalie todos os contratos para ver se existem custos que podem ser cortados, e procure os fornecedores para negociar melhores condições, como descontos em novas compras ou parcelamentos maiores.

Faça as adequações necessárias

Aproveite o período de crise para repensar o funcionamento da clínica e fazer as adequações necessárias, pois será preciso realizar mudanças. Os gestores devem ter atenção à biossegurança e às medidas de proteção para os funcionários e pacientes.

“A forma de atendimento vai ser diferente daqui para a frente, é preciso reavaliar o espaçamento entre consultas e organizar os equipamentos de proteção individual (EPIs) que serão usados”, pontua Lucas.

Tudo isso deve ser pensado agora, a fim de implementar todas as alterações antes do retorno das atividades. Se isso for feito somente após o fim do isolamento obrigatório, a clínica terá mais dificuldades para normalizar os atendimentos.

Busque informações sobre o mercado

Uma dica essencial trazida por Lucas Romi é se informar sobre as mudanças geradas pela crise, porque “as empresas vão encontrar o mercado diferente, com consumidores diferentes, e é necessário agir de acordo. É preciso entender o que eles vão buscar, como eles vão agir e quais são as prioridades. São essas informações que auxiliarão na retomada dos negócios depois da pandemia.”

Os gestores e todos os funcionários da clínica precisam entender quais serão as mudanças e os impactos que isso trará para os atendimentos. Se necessário, é válido buscar formas de agregar conhecimentos para conseguir oferecer um serviço alinhado às normas de segurança e aos desejos do paciente.

Para isso, a participação em lives, webinars e workshops ou a leitura de livros e materiais ricos de referência podem trazer informações interessantes para quem deseja se atualizar de forma rápida. Aperfeiçoar ainda mais o atendimento é sempre uma ótima forma de fidelização.

Busque novos cursos e capacitações

Como a pandemia reduziu o movimento de pacientes, vale a pena aproveitar essa oportunidade para fazer cursos e capacitações a fim de melhorar o atendimento prestado. Os gestores contam com a oportunidade de desenvolver ou aprimorar habilidades, enquanto os dentistas podem focar no aprendizado de novas técnicas e na especialização.

Isso permitirá que a clínica apresente mais diferenciais, ajudando nas estratégias de atração de pacientes e na qualidade do atendimento. Como consequência, é possível fortalecer a marca e aumentar as indicações do seu negócio. Estudar a possibilidade de fazer parte de uma franquia também pode trazer novas ferramentas de gestão e um nome mais consolidado.

Depois de entender como a crise afeta as clínicas odontológicas e as dicas fundamentais para a retomada dos negócios depois da pandemia, comece a se planejar para colocá-las em prática. A organização é essencial para conseguir superar as dificuldades e retornar às atividades com mais força.

Achou interessante o conteúdo de como fazer a retomada dos negócios depois da pandemia? Aproveite e assine a nossa newsletter para acompanhar outras dicas importantes para a gestão de clínicas odontológicas!

Powered by Rock Convert
Guia do empreendedor: saiba o que considerar antes de começar um negócio de franquiaPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário